sábado, 29 de novembro de 2008

Ahh pode entrar...Sinta-se em casa.Vá pegue uma cadeira...Vá pode desabafar...Sei que você quer falarVá fale o que você quer me contar?Vá sou toda ouvidos...Se quiser dicutiremos sobre a Perestroika.Ou simplemente discutir sobre a roupa da Margaret Thatcherou quem sabe ouvir você falar da sua infância turbulentaVenha... não se acanhe, você sabe que eu adoro o seu geitinho de falar e suas manias...Pode vir, eu deixo você me abraçarVocê não está so fazendo bem a você mais a mim também...Ah não se acanhe você está entre amigos.Está certo eu aceito sua opinião...Mais quando for sair deixe a porta entre aberta e não apague a luz pois sem você tenho medo do escuro.

3 comentários:

Poly Annenberg disse...

Ok. Posso mesmo desabafar? Pois então, eu queria falar uma série de coisas, bastante novidades, muitos medos e de momentos coloridos, dos amigos coloridos. Quero falar de segredos cinzas, da amiga de cor roxa, todas essas coloridices. Nossa, o que estou escrevendo? Bom, antes de mais nada queria dizer que

Poeticamente Incorreto disse...

Confesso que por vezes tambem sinto medo do escuro...

chico disse...

as pessoas, quando divididas, sentem esse medo de não enxergar e esse medo leva à reflexão...leva a um caminho melhor.


[o escuro parece ser mais democrático]